By Mariana Pessoa • April 3, 2020

Cuidado com os colaboradores durante a pandemia

Aqui no blog da IHRSA, temos atendido às preocupações dos gestores de academia no que se refere à administração dos negócios em meio a pandemia do novo coronavírus. Já abordamos questões sobre o atendimento ao cliente, soluções para o funcionamento, formas de se relacionar com o público nesse período e até mesmo o equilíbrio emocional dos líderes. Porém, um assunto tem a mesma importância diante deste contexto: o cuidado com os colaboradores.

Os problemas ocasionados pelo fechamento dos estabelecimentos, clientes pedindo cancelamento das assinaturas, e as despesas de manutenção podem fazer com que o “enxugamento” da equipe pareça ser a solução mais fácil à primeiro momento. Porém, especialistas na área recomendam que se pense melhor, colocando todos os gastos do negócio na ponta do lápis, antes de recorrer a este tipo de decisão.

Nesse momento, da mesma forma que é necessário estar presente com os alunos, é necessário estar presente com a equipe, entender como estão lidando com a situação, fazer os pagamentos de acordo com as indicações das leis”, orienta Noara Pozzer, consultora de marketing e vendas.

Para entender como trazer a sua equipe mais para perto e, desta forma, enfrentar a crise de forma colaborativa e sem maiores problemas, selecionamos para você as melhores orientações de consultores do setor. Confira:

 

Promova a sensibilidade e a aproximação

Antes de tomar qualquer providência, o primeiro passo deve ser adotar uma postura adequada, e deixar claro que entende que o bem-estar do colaborador também é uma responsabilidade sua. “É muito importante que a cultura de estar junto, como uma equipe, em busca de resolver uma situação, seja intensificada”, diz Noara. Coloque-se à disposição dos funcionários, e escolha meios para conectar o time.

Sobre esse tema, Cris Santos, proprietária da BrainFit, compartilha que está se aproximando da equipe por meio das redes sociais, marcando-os em todas as postagens, enviando mensagens e pedindo sua opinião. Para ela, é possível criar um ambiente positivo “mostrando que você chamou a responsabilidade para si e que está buscando saídas”. Essa atitude certamente promoverá uma reação positiva, ainda que com os traumas causados pelo momento inédito que estamos vivendo.

 

Não se esqueça de bater na tecla da prevenção

Entre as questões logísticas que envolvem os colaboradores, é importante não negligenciar os cuidados de prevenção. Não se esqueça de compartilhar as atualizações das autoridades por meio das redes sociais, reforçar que quem manifestar os sintomas do COVID-19 deve permanecer em casa, e relembrar a importância de lavar as mãos constantemente e não levá-las aos olhos e boca. Saiba mais sobre as medidas para recomendar neste link.

 

Seja transparente acima de tudo

Inclua a equipe nas medidas de prevenção, mas também na tomada de decisão. Se o negócio está enfrentando um momento difícil e as contas estiverem arriscadas, não esconda isso dos seus funcionários, e se mostre disposto a encontrar soluções em grupo. “Estar por perto, compartilhar o que está acontecendo com o negócio e, inclusive, ser muito sincero sobre os próximos passos, independente de quais sejam eles” são as atitudes que Noara recomenda.

Vale lembrar, também, de estar por dentro das questões legais, e garantir ao funcionário que os seus direitos garantidos por lei serão atendidos. A recomendação é que se consulte um advogado para tirar todas as dúvidas e entender melhor os procedimentos corretos.

 

 

Faça as contas certas antes de demitir

Esse momento de instabilidade, que não tem previsão para acabar, pede muita calma e organização. Como afirma Noara, “é um momento único para olhar para aqueles desafios que temos no dia a dia que levam muito tempo e esforço, e que acabamos deixando para depois, mas que são absolutamente importantes no crescimento do negócio”. Faça um panorama de todas as suas despesas e processos, e repense junto aos funcionários como é possível organizar melhor, e o que se pode cortar.

Se, após muita consideração, ainda for necessário demitir, isso deve ser feito de forma tranquila e com muita sensibilidade. Demonstre ao funcionário que o momento realmente está colocando os gestores à prova – e se coloque à disposição para ajuda-lo a se recolocar.