By Samantha Cortijo • August 17, 2020

A importância do sistema de climatização no combate ao coronavírus em academias

O sistema de climatização é um elemento fundamental para a segurança da sua academia contra a COVID-19. Conversamos com especialistas sobre algumas medidas que as academias podem tomar para melhorar a qualidade do ar e ajudar a prevenir a propagação do vírus. Confira! 

Conforme o tempo passa, novas informações estão sendo descobertas sobre o comportamento do Coronavírus. E, para cada nova informação, ainda mais perguntas estão sendo feitas. Sabemos que o vírus se espalha através de gotículas respiratórias produzidas quando uma pessoa infectada tosse, espirra ou fala e entre pessoas que estão em contato próximo umas com as outras. 

Além deste meio de transmissão, os especialistas descobriram recentemente uma “evidência emergente” de que a COVID-19 pode se espalhar por meio de transmissão aérea - quando gotas ainda menores permanecem no ar por longos períodos de tempo e percorrem distâncias maiores. Embora mais pesquisas precisam ser feitas, a epidemiologista de doenças infecciosas Maria Van Kerkhove, do Programa de Emergências de Saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirma que muitos desses especialistas são engenheiros, "o que aumenta o conhecimento crescente sobre a importância da ventilação, que acreditamos ser muito importante." 

Agora é a hora de examinar o sistema de climatização da sua academia para ficar à frente de quaisquer riscos potenciais. A ideia pode parecer assustadora, especialmente para aqueles que não têm muito conhecimento nessa área. Mas com alguns conhecimentos básicos e um planejamento cuidadoso, você pode ajudar a mitigar a propagação de vírus pelo ar em sua academia. 

Comece com foco em três categorias: 

  1. Ventilação;
  2. Filtração;
  3. Purificação. 

 

  

Analisaremos como identificar áreas de maior cautela e maneiras de comunicar todas as atualizações, melhorias e medidas de segurança para sua equipe e membros. 

Definições do Sistema de Climatização 

Aqui estão alguns termos básicos que o ajudarão a navegar no complexo mundo dos sistemas de climatização. 

HVAC: Aquecimento, ventilação e ar condicionado (HVAC) é a tecnologia de conforto ambiental interno. Seu objetivo é fornecer conforto térmico e qualidade do ar interior aceitável. 

MERV: Classificação do valor de relatório de eficiência mínima. As classificações MERV nos dizem quão eficiente é um filtro de ar. Quanto mais alto o número, melhor é o filtro. De acordo com a  Grainger (empresa americana de refrigeração industrial): “A classificação do valor de relatório de eficiência mínima (MERV) de um filtro de ar mede a eficácia com que o filtro impede que a poeira e outros contaminantes passem pelo filtro e para a corrente de ar. Filtros com classificações MERV mais altas capturam pequenas partículas com mais eficácia do que filtros com classificações MERV mais baixas.” 

HEPA: Filtros de partículas de ar de alta eficiência são instalados em sistemas HVAC para remover a quantidade máxima de contaminantes do fluxo de ar para aplicações que requerem ar muito limpo. Isso maximiza a qualidade do ar interno e evita que contaminantes se acumulem no equipamento e o danifiquem. Os filtros HEPA fornecem uma filtragem mais eficaz e são comumente usados ​​em áreas que exigem níveis muito altos de controle de contaminação. 

UV-C: fontes de luz ultravioleta C aplicam luz direcionada que mata microorganismos para descontaminar salas e equipamentos. De acordo com a Grainger, o número de luzes necessárias para descontaminar uma área depende da "dose" de luz. A determinação da dose depende do tamanho do espaço, da proximidade das luzes ao objeto a ser desinfetado e da duração da exposição às luzes. Importante: a luz UV-C pode danificar a pele e os olhos, portanto, ninguém deve estar por perto quando eles são ligados. 

 

Ventilação 

A Ohlson Lavoie Corporation (OLC), uma empresa de arquitetura internacional com um grande portfólio de academias, aconselha a revisão e o ajuste dos seus sistemas de HVAC para maximizar a quantidade de ar externo (OA) dentro das instalações. Quanto maior a porcentagem de OA, melhor, pois isso significa que menos ar de dentro do edifício está sendo recirculado de volta para outras áreas do estabelecimento. 

Algumas etapas fáceis e econômicas que as academias podem tomar para aumentar o OA são abrir janelas (dependendo do clima em que a academia está) e inverter os ventiladores de teto. Isso aumentará o ar e ajudará a diluí-lo. Se o seu espaço e clima permitirem, dar aulas ao ar livre é uma ótima opção. 

No Cincinnati Sports Club (CSC), o gerente de operações Marco Fiorini é responsável pelo alto nível de umidade externa durante o verão em Ohio. 

“Você quer tanto ar fresco quanto o seu HVAC pode condicionar”, diz Fiorini. “Em nossas piscinas internas, colocamos 50% (normalmente 40%) de ar fresco nos amortecedores. A umidade da nossa piscina interna aumentou de 5 a 7%, mas ainda estamos com 60% de umidade. Não podemos deixar nossa umidade aumentar ainda mais. Nossas unidades sem piscina estão com 60% de ar fresco e não temos contratempos à noite para continuar o movimento de ar fresco. Além disso, em áreas de maior intensidade (condicionamento físico em grupo, piso de condicionamento físico), nossos sistemas HVAC liberam ar a cada cinco minutos.” 

 

 

 

Filtração 

Normalmente, os equipamentos comerciais de ar-condicionado são projetados para até MERV 8 filtros. A atualização do equipamento para que possa acomodar os filtros MERV 13 ou HEPA é recomendada se altas taxas de filtragem forem necessárias ou desejadas. Os filtros MERV 13 ou HEPA podem ser caros e provavelmente exigirão trocas frequentes, recomenda a OLC. Além disso, se a sua academia está considerando uma atualização do sistema, você precisará verificar se os sistemas de ventilação existentes podem acomodar a pressão adicional. 

Se os filtros HEPA não forem uma opção em seu sistema de ar-condicionado, a OLC recomenda aumentar o OA tanto quanto possível, dadas as capacidades existentes do equipamento. Isso reduzirá a quantidade de ar de retorno que é recirculado no edifício, embora possa aumentar significativamente o uso de energia, comenta. 

O Adirondack Club em Franklin, MA, abordou essa questão em um boletim informativo aos membros: 

“Estaremos atualizando todos o sistema de filtragem dos nossos equipamentos de ar-condicionado de MERV 7 para MERV 11, que fornece uma densidade de filtro capaz de capturar o vírus e filtrá-lo do ar. Eles serão instalados pouco antes de reabrirmos todas as 15 unidades que abastecem todo o edifício”, diz Robert Hinrichs, proprietário e gerente geral. 

 

Purificação 

Algumas opções que as academias devem considerar para aumentar a purificação do ar incluem iluminação UV-C ou sistemas de purificação de ar por ionização reversa. O Adirondack Club deu esse passo: 

“Investimos em quatro sistemas de ionização e purificação de ar I-Wave que comprovadamente matam o coronavírus”, disse Hinrich. “Esses sistemas purificam o ar continuamente 24 horas por dia, 7 dias por semana, conforme ele circula pelos dutos em todos esses espaços. A primeira fase deles será instalada nas duas unidades que atendem a academia do andar de cima, outra no Studio 1 e uma quarta no Studio 2.” 

Rudy Fabiano, AIA, diretor de design e fundador da Fabiano Designs, diz que a melhor forma de usar o UV-C é integrada a um sistema mecânico que leva o ar diretamente para o UV-C, evitando o contato humano perigoso. Novos produtos UV estão sendo desenvolvidos usando diferentes espectros de iluminação UV que apresentam um risco menor para os humanos, embora possam demorar mais para serem eficazes: 

“Siga as etapas simples para aumentar o ar fresco, aumentar o fluxo de ar, melhorar a filtragem e as diretrizes de prática”, diz ele. “Dê alguns passos simples agora e desenvolva-os. Queremos nos tornar lugares onde as pessoas se sintam seguras.” 

 

Comunicação 

Como acontece com todas as mudanças relacionadas ao COVID-19, manter seus clientes informados sobre o que está acontecendo é fundamental. No CSC, Fiorini atualiza os membros de todas as mudanças de climatização por meio de um e-mail semanal e um quadro de mensagens na academia: 

“Gostamos que eles saibam que estamos pensando em coisas que eles não sabem que sejam necessárias adaptações para torná-las seguras”, diz ele. “Recomendamos informar os membros, pois eles terão preocupações sobre a qualidade do ar em áreas internas.” 

Em um comunicado para membros, CSC disse: “Em março de 2020, a academia expandiu os amortecedores HVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado) para aumentar o fluxo de ar fresco circulando nos espaços da academia. O sistema funciona continuamente e faz uma troca de ar completa a cada 5 a 7 minutos (até 12 trocas de ar por hora).” 

“A academia tem filtros de ar HVAC internos e externos. Temos como prática recomendada substituir os filtros de ar externos a cada 2 meses (6 vezes por ano). Isso excede a substituição trimestral recomendada. Os filtros de ar internos são substituídos mensalmente”

“Os filtros duplos de arame/malha utilizados ​​no sistema da academia têm uma classificação Merv 10, fornecendo resistência à emissões automáticas, poeira prejudicial aos pulmões, poeira de inseticida, poluição, bactérias, legionelas e fumaça de soldagem. Este tipo de filtros é normalmente utilizado em zonas residenciais de pico de demanda, instalações comerciais de alta demanda e hospitais. ” 

Fabiano também destacou a importância de contar aos seus associados todas as providências que você está tomando: 

“Nada que você faça deve ser silencioso”, diz ele. “Encontre uma maneira criativa e divertida de informar às pessoas que você está tomando todas as precauções recomendadas para tornar este espaço um lugar seguro para ir.” 

Cenário Brasileiro 

Um grande erro no Brasil é o uso indiscriminado de splits. Por serem baratos, acabam se transformando em opção para qualquer tipo de ambiente. No entanto, o aparelho não é capaz de promover a renovação do ar interno — uma das necessidades mais importantes para garantir a qualidade do ar nos ambientes.  Esse tipo de equipamento não é recomendado para locais com aglomeração de pessoas. 

Portanto, fique atento às dicas e procure um sistema de climatização adequado para garantir a segurança de seus clientes no novo cenário fitness.